Vida Facil

Vida Facil com Abraham-Hicks

Criando ...

Você não cria as coisas que quer.

Você cria as coisas para as quais dá sua atenção, sejam elas as desejadas ou não.

Abraham-Hicks - Los Angeles  4/1/07 - Tradução de Monica Grohmann

Caixa de Criação
(compilado por Connee Chandler)
Tradução de Maria Helena Ferraz. 

O tema para esta semana:
 “Nosso maior desejo é que você se ilumine. Em outras palavras, gaste mais tempo buscando coisas com as quais possa rir e com as quais possa brincar. Brinque ao longo do caminho. Quando você segue sua alegria...a jornada é sempre fácil.” (Calendário de Abraham, pág 427)

Para fazer o processo da caixa de criação, Abraham sugere que a gente literalmente pegue uma caixa grande; eles recomendam uma caixa como aquelas de guardar valores em cofres de bancos, com uma capa (tampa). Então, escreva na tampa: “Esta é minha caixa de criação, é meu ponto de atração.”
(Palpite da Maria Helena: ao traduzir fiquei pensando que a melhor caixa deve ser aquela que parecer preciosa àquele que a usa. Senão a pessoa se fixa nesse negócio de arranjar a tal da caixa de guardar valores em banco, e adeus exercício! Bola pra frente.)

Procure por coisas que você queira colocar dentro da caixa, recortando figuras, desenhos, fotos, cartões com frases, escrevendo aquilo que você deseja, achando fotos de como você quer que seu corpo seja, etc. tudo isso você coloca na caixa, e então deixa lá numa boa, e deixa que o universo cuida do resto... sabendo que se você vibra e se entusiasma com o que você quer e permite-se receber, permite que aquilo aconteça, aquilo que você quer virá até você sem esforço. Ou, no mínimo, seu Ser Interno lhe informará sobre quando e como agir.

Os Abraham também sugerem que a gente abra nossa caixa periodicamente para brincar com nossas figuras, pois o prazer do processo funciona como um catalisador para o sonhar acordado, e para que a gente imagine, visualize com mais clareza!
Então, de vez em quando ... pegue na caixa e brinque com aqueles recortes....
apenas por prazer e para ajudar a visualizar melhor os detalhes das coisas ... sonhando acordado, de forma engraçada e divertida... o importante é você sentir prazer com esse jogo.

O processo da Caixa de Criação acabou criando aqui em casa uma maneira de reagir/brincar bem divertida, que ajuda a gente a se tocar do que estamos criando.  Quando alguém surge com um pensamento negativo, logo alguém vai dizendo: - “Opa! Olha que coisa esquisita vamos colocar na nossa caixa!!!” Então todo mundo cai na risada e cai na real sobre o que estamos “mantrando”, o que estamos começando a criar, e é muito mais divertido do que a maneira que usávamos antes, que era sair gritando: - “Cancela, cancela!”

Os Abraham contam muitas estórias sobre a efetividade da  Caixa de Criação de Esther, incluindo aquela famosa a respeito das entradas para o jogo dos Spurs. Ela jogou dentro da caixa um panfleto dos Spurs ( O time de basquete de San Antônio ), depois de ficar conjeturando que seria bem legal comprar umas entradas para sua filha. Uma hora depois, uma mulher que estava com ela na fila da mercearia lhe ofereceu os tickets!

Transcrevo uma citação de uma amiga minha a respeito do uso de sua Caixa de Criação: “- Ontem à noite dei uma folheada em “todas” as minhas revistas ‘Cidade e Campo’ e me diverti bastante tirando figuras. Ainda não tinha me ocorrido de colocar coisas em minha caixa pelo simples motivo de eu gostar delas. Eu pensava que o processo seria mais poderoso se cada item fosse colocado ali com um intento específico; Mas, agora vejo que “eu gosto disso” é específico o bastante!”

Lembre-se que os Abraham dizem que o Universo sempre sabe aquilo que a gente quer – tudo que nós já elogiamos, aplaudimos, apreciamos, tudo com que a gente já vibrou, se emocionou, está esperando para nos ser entregue assim que a gente permita. Eles dizem que, se pudéssemos ver nossas vidas a partir da perspectiva deles, veríamos que as coisas que a gente vem desejando estão empilhadas bem na frente da nossa porta e o único trabalho que temos a fazer é abrir a porta! Então, nosso trabalho é lembrar a nós mesmos sobre aquilo que desejamos, e passar algum tempo brincando com nossa vibração para que a gente se alinhe, entre em harmonia com nossos desejos.

O valor de brincar com a Caixa de Criação é tornar nossa vibração mais leve. É tornar divertido e delicioso brincar na beleza e maravilha do mundo físico, e apreciar, apreciar e apreciar. E tomar consciência de nosso ponto de atração e o que estamos colocando ali dentro.

Uma de minhas estórias da Caixa de Criação

Eu tinha colocado em minha caixa de criação o desejo de ter um colar de pérolas há cerca de um ano. Eu sabia qual a cor, tamanho das pérolas, comprimento do colar e sabia que valor eu estava disposta a pagar por ele. Eu já tinha ido a muitas lojas durante este tempo para procurar por um, mas ou eles eram muito longos, ou muito curtos ou muito caros ou as pérolas eram muito amarelas... Cada vez que eu brincava com a caixa, isso me ajudava a ter uma noção mais clara de como eu queria que o colar fosse.  E recentemente me disseram que tinha acontecido um problema com as ”plantações” de pérolas no Japão e que o preço ia lá pras alturas! E em meio a todo esse contraste, eu me mantive firme, sabendo que algum dia minhas pérolas chegariam.
No sábado passado, uma amiga com quem eu estava almoçando me levou até um joalheiro que nunca havia visitado antes, porque ela queria levar um anel para ser limpado. E lá, na primeira vitrine, o primeiro colar em exposição era um colar do tamanho, comprimento e cor que eu queria. O preço era bom, mas um pouco mais alto do que eu queria pagar. Então eu disse ao proprietário:” - O preço é este da etiqueta?!” E ele respondeu: “- Não. Está na promoção com um desconto de 25%” Então, era o preço correto e agora eu sou  a orgulhosa proprietária desse perfeito cordão de 30 polegadas de comprimento, com pérolas de 6mm que ficam fabulosas com a cor da minha pele!

Estou curtindo o resultado de minha criação deliberada tanto quanto o fato de ter as pérolas. Se eu simplesmente tivesse pego o dinheiro ( o que eu podia ter feito )  e comprado o primeiro colar que vi que tinha as características que eu queria, apesar do preço, não teria sido tão divertido quanto foi. Adoro observar as fadas do Universo orquestrando o perfeito encontro em hora e lugar marcado entre eu e aquilo que eu esteja desejando.

Lembrem-se, no entanto, que é uma parte importante do processo ter um pouco de fé no poder do Universo de satisfazer o seu desejo. Durante esse ano, eu nunca duvidei de que um dia eu teria as minhas perfeitas pérolas ou bati os pés reclamando quando é que elas iam aparecer. Eu sei que às vezes, se aquilo que eu coloco na caixa tem um monte de condições, leva um tempinho para que as fadas ajeitem o encontro perfeito – neste caso, com uma pequena joalheria numa cidadezinha há quinze milhas da minha casa, da qual eu nunca havia ouvido falar, e onde eu nunca teria entrado se eu não tivesse almoçado com uma amiga há uma milha dali, e se ela não tivesse querido limpar seu anel.

Tarefa da terceira Semana: Caixa de Criação

Se possível, encontre um amigo para brincar de Caixa da Criação com você. Ache uma caixa que fale com você, pegue uma tesoura e reúna revistas que tenham belas figuras. (Eu assino várias revistas do tipo Casa e Jardim, Viagem e Lazer com esse objetivo!) Reserve um tempo para vocês se reunirem, recortarem revistas e se divertirem com as lindas palavras e imagens que descobrirem juntos. (Se você não puder fazer isto com um amigo, ache um momento especial para fazê-lo sozinha.) Esses momentos podem parecer coisa de criança, cheios de ohs!!! e ahs!!! diante de figuras lindas, pensamentos fascinantes, experimentando idéias provenientes de uma mente expandida, cores deslumbrantes, se você realmente se permitir entrar, mergulhar no exercício. Se te fizer bem, rasgue as páginas! Ou caso você se sinta melhor, recorte bem bonitinho, bem ordenadamente.. Se você não conseguir achar uma figura de alguma coisa que você sabe que você quer, rabisque, faça um croqui, um desenho ou escreva uma descrição daquilo para adicionar à sua caixa. Coloque qualquer coisa que você goste em sua caixa. Não tem que ser algo “sério”! Aliás, quanto mais leve e divertido você tornar a coisa, mais probabilidade você tem de vê-la realizar-se, de ser bem sucedido!

"... a totalidade das ações do seu dia a dia é apenas o  seguinte: colecionar informações para a sua caixa.
Sua caixa representa o seu ponto de atração vibracional. Assim o  objetivo de seu dia a dia é apenas procurar por boas informações  para trazer para a caixa. Essa é a intenção do seu dia. Esse é o objetivo do seu dia.Esse é o objetivo do  trabalho. Este é o objetivo dos relacionamentos. Esse é o objetivo da televisão. Esse é o objetivo de tudo o que existe no seu planeta. Estão lá para você coleciona-los. Procure por boas coisas e traga para sua caixa." - Abraham-Hicks