Viola da Terra

BLOGUE

Sera dificil aprender viola...

Posted by violadaterra on March 28, 2018 at 11:05 AM

9 Ilhas 2 Corações

-

 

“É difícil aprender Viola?…”

-

 

Uma das afirmações que mais tenho ouvido ao longo dos meus anos de estudo da nossa Viola é a seguinte: é muito difícil aprender a tocar Viola! As justificações vão variando, mas a afirmação mais comum é de que “é difícil a sua aprendizagem por ser um instrumento que tem muitas cordas”.

-

Este preconceito foi ficando tão enraizado na mente e cultura das pessoas que é frequente ouvir o mesmo comentário da boca de jovens, de amantes da viola, e até de desconhecidos quando tomam o primeiro contacto com o instrumento.

-

Todas as vezes que tenho a oportunidade de fazer um concerto mais longo, ou de dar uma conferência em escolas, foco esse tema. A minha abordagem, no intuito de manter o interesse das pessoas e de não afastar potenciais entusiastas logo no primeiro contacto com a Viola, é bastante diferente. Refiro, sempre, que a Viola, como qualquer instrumento, para ser bem tocada, depende de muito empenho e estudo, anos de dedicação, mas que é um instrumento difícil como qualquer outro.

-

A Viola é um instrumento que está ao alcance de qualquer pessoa que decida investir o seu tempo na sua aprendizagem. O aperfeiçoamento de conhecimentos, repertório, técnicas, esse sim, como em qualquer outro caso, exige muitos anos de estudo, mas tocar o suficiente para podermos pertencer aos “ranchos de natal”, grupos folclóricos, grupos de cantares, ou só para tocar com amigos quando assim quiserem, é algo que é possível a qualquer um. Só é preciso força de vontade para começar.

-

Se temos Violas de 12 ou 15 cordas as mesmas organizam-se em 5 ou 6 ordens, havendo cordas pressionadas em simultâneo, como inúmeros instrumentos de cordas, por isso o argumento de que quanto mais cordas maior a dificuldade, não pode ser utilizado neste caso e não tem qualquer fundamento.

-

Há a tendência a comparar a Viola com o “Violão” que, nos Açores, tem, principalmente, a função de fazer acordes e os pontos de acompanhamento, enquanto que a Viola “ponteia” a melodia, sendo, portanto, mais difícil de aprender.

-

Este tipo de comparações não serve de base para aferir do grau de dificuldade de aprendizagem de um instrumento, pois há um “mundo” para além da utilização mais “tradicional” do “Violão”. Mesmo essa função de acompanhamento tem o seu grau de dificuldade e requer uma boa preparação do tocador para saber manter a pulsação, marcar bem com os “baixos” e respeitar o espaço para as Violas solarem. É difícil ser-se um bom Violão, mas muita gente toca Violão.

-

A explicação para este tipo de mito negativo que se formou em torno da aprendizagem da Viola vem, a meu ver, de duas questões principais no que diz respeito aos tocadores: Em primeiro lugar, temos a questão do contexto social que já referi em outros artigos. Era importante manter o conhecimento sobre a Viola dentro da mesma família de Tocadores, limitado a poucas pessoas, pois este conhecimento poderia significar ter mais uma refeição ou mais uma gratificação que ajudasse às despesas familiares. Sendo assim, não seria lógico tentar cativar executantes para a Viola, antes pelo contrário.

-

A segunda questão prende-se com o estatuto e reconhecimento do Tocador. Não só na arte de tocar viola como em muitos outros ofícios, tudo quanto seja visto com mais complexo e ao alcance de poucos torna-se mais valioso. O Tocador era alguém que tinha o seu estatuto na sua Freguesia, que era visto com muito respeito, e essa mística da complexidade do instrumento ajudava a manter essa ideia.

-

Consigo entender essa mentalidade como defesa da sobrevivência de cada um, no passado, mas não a consigo admitir nos nossos dias. A época é de mudança. Há algumas décadas que as Violas se ensinam em Escolas de Violas, Academias, e Escolas Oficiais. Não é admissível continuarmos a disseminar estes mitos que afastam muita gente da aprendizagem da Viola mesmo antes de chegarem sequer a tentar tocar. Criam-se barreiras, todos os dias, baseadas em afirmações presunçosas que só pretendem aumentar orgulho pessoal de cada um.

-

É difícil tocar Viola, como é difícil tocar Trompete, Piano, Violino, Violão, Clarinete, Bandolim… Não é mais difícil aprender a tocar Viola do que nenhum destes instrumentos ou outros que possam imaginar. É preciso vontade e motivação, uma Viola (com cordas), e alguém com vontade de partilhar conhecimentos.

-


-

Alunos de Viola da Terra que iniciaram a aprendizagem com 6 anos. (Fev. 2011)

-


 

 

Rafael Costa Carvalho

Músico e Professor

r_c_carvalho@hotmail.com


 

Categories: None

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

0 Comments